Pesquisar

A crase e os pronomes demonstrativos, preposição

Você já teve dúvidas se colocava ou não a crase nos pronomes demonstrativos? O problema é que esta crase não é do pronome, mas sim a representação da junção da preposição que o antecede e seu “a” inicial!
Assim, existirá o acento grave quando o que foi dito anteriormente exigir a preposição “a”. Veja:

Refiro-me a alguém.
Refiro-me a aquela mulher.
Refiro-me àquela mulher.

Agora veja: Refiro-me àquela mulher que entrou agora ou Refiro-me à que entrou agora.

Ficará ainda mais claro se você substituir o pronome por outro que não comece com “a”:

Não me refiro àquilo que aconteceu ontem. Refiro-me a isso que aconteceu agora.

Não se assuste em colocar a crase antes de “aquele”, por se tratar de um termo masculino, pois o que é levado em consideração é o “a” do início.

Este caderno é igual àquele que vimos ontem.

Agora veja com mais exatidão: Você receberá o seu bônus quando este suceder àquele dos minutos gratuitos.

Você receberá o seu bônus quando ele suceder a este plano de minutos gratuitos.

A crase também pode ocorrer com os pronomes relativos a qual, as quais:

As celebrações às quais assisti eram muito mais breves.

Ainda pode ocorrer com “à que”, a fim de se evitar repetições desnecessárias:

Comprou uma capa igual à (capa) que tinha estragado na última chuva.

Crase – Preposição “a” + artigo feminino “a”
• O artigo antecede somente substantivos ou palavras com valor de substantivo. Por esta razão, a crase não virá diante de verbos, nem tão pouco de pronomes pessoais (sujeito).
Contudo, tanto a preposição “a” quanto o artigo feminino “a” virão diante de substantivos femininos, já que os substantivos masculinos não admitem artigo feminino.
Observe:

Não irei à farmácia. Irei ao supermercado.

O verbo “ir” exige preposição, veja: Não irei. Onde? A algum lugar. Qual? A farmácia. Quem vai, vai aalgum lugar. Na resposta “qual lugar?” temos o artigo “a”. Logo, a preposição “a” mais o artigo feminino “a”, que acompanha o substantivo na resposta (farmácia), formam a crase.

Agora, observe:
Não quero ler a capa deste livro.

O verbo “ler” ou a locução verbal “quero ler” não exigem preposição, portanto, o termo “a” que está na oração acima é um artigo feminino.
Declarei ele que sou inocente.

Na oração acima, o pronome pessoal “ele” não admite artigo e, por isso, o termo “a” é uma preposição. Declarei algo a alguém. A quem? a ele. • Preposição “a” e os pronomes demonstrativos

Os pronomes demonstrativos em que a crase pode ocorrer são: aquele, aquela, aqueles, aquelas, aquilo, a(s). Para isso, o termo regente deve exigir preposição. Por exemplo:

Assisti àquele programa horrível de TV.
Àquilo chamam de programa educativo?
Refiro-me àquela aluna estudiosa.

Quando não usar a crase?

Em meio a tantas exceções, às vezes é mais simples você memorizar quando a crase não é utilizada do que quando é! 

Então, vejamos os casos: 

1. Antes de palavras, substantivos masculinos: 

a) Ele veio a pé. 
b) Não vendemos a prazo. 
c) Vamos conhecer a fazenda a cavalo. 
d) Você deve se vestir a caráter. 
e) Ele foi a diferentes lugares. 

2. Antes de verbo no infinitivo: 

a) Começou a sorrir quando dei a notícia! 
b) Ficou a pensar nela o dia todo! 
c) Estava a celebrar sua vitória! 

3. Diante de nomes de cidades: 

a) Chegou a Belo Horizonte em segurança. 
b) Quem tem boca, vai a Roma. 
c) Foi a Vitória conhecer o mar. 

Detalhe importante: Quando especificar a cidade, coloque a crase: Irei à Veneza dos apaixonados. Refiro-me à Inglaterra do século XVIII. 

4. Em substantivos que se repetem: gota a gota, cara a cara, dia a dia, frente a frente, ponta a ponta.

5. Diante de pronomes (pessoais, demonstrativos, de tratamento, indefinidos e relativos): 

a) Solicitei a ela que tivesse calma, pois tudo daria certo! 
b) Você vai sair a esta hora? 
c) Comunicarei a Vossa Alteza a sua decisão! 
d) Dê comida a qualquer um que tenha fome! 
e) Agradeço a Deus, a quem pertence tudo que sou e tenho! 

6. Antes do artigo indefinido “uma”: Ele foi a uma comunhão. 

7. Diante de palavras, substantivos no plural: 

a) O prêmio foi concedido a alunos vencedores. 
b) Não gosto de ficar próximo a pessoas que conversam demais! 
c) Gosto de ir a praças para ler! 

8. Antes de números cardinais: Vou embora daqui a quinze minutos. 

9. Antes de nomes de mulheres consideradas célebres: 

a) Refiro-me a Brigitte Bardot e sua má postura! 
b) Este livro faz referência a Joana D’Arc. 

10. Diante da palavra “casa” quando esta não estiver especificada: Foi a casa. Voltou a casa. 

Detalhe importante: Se a palavra “casa” vier determinada por adjunto adnominal,ou seja, caso esteja especificada, aceita a crase: Fui à casa de meus avós ou Voltei à casa de meus pais

11. Diante da palavra “terra” quando significar “terra firme” e não estiver especificada: Após viajarmos muito pelos mares, voltamos a terra. 
Porém, quando possuir o sentido de planeta, ocorrerá a crase. Ex: Os atronautas voltaram à Terra. 
No caso de a palavra terra estiver especificada, a crase estará confirmada. Ex: Voltamos à terra de meus avós. 


Observação importante: 

O uso da crase é facultativo: antes de possessivo (Leve o presente à/a sua amiga); antes de nomes de mulheres que não sejam célebres (Foi à/a Ana falar de seu amor) e com “até”: Foi até à/a escola mais próxima fazer sua matrícula.


Nenhum comentário:

Cadastre seu e-mail e receba nossas atualizações

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner