Pesquisar

O Estresse e dicas para o tratamento.

Por Gisele Dala Lana.

Estresse, termo freqüentemente usado pelas pessoas. É comum ouvirmos os outros dando desculpas de seu comportamento porque estão estressados de suas rotinas tumultuadas, pois precisam acordar cedo, enfrentar horas no trânsito ou estão com muitas atividades para serem realizadas e não há tempo para tudo, descanso e lazer são desconhecidos. Mas o que realmente é estresse e quando ele ocorre em sua atividade profissional?

A palavra estresse tem um sentido neutro, não sendo positiva nem negativa, ela é usada para representar a capacidade de elasticidade e tolerância do nosso organismo e da nossa mente diante das pressões do cotidiano. O estresse pode ser visto de forma positiva para alguns, pois proporciona bom nível de produtividade e adaptação à realização de diversas atividades, tendo uma sensação de prazer com os resultados que conquistam, seria uma tensão equilibrada. Mas também pode ser negativo, quando não conseguimos dar conta das atividades do dia-a-dia, sentindo-se cansados, sem energia e sem vontade para o trabalho, é um excesso de esforço para nossa real capacidade.

O estresse negativo desequilibra os fatores biológicos, psicológicos e sociais da nossa saúde e se manifesta através de um adoecimento do corpo, mas com um fundo emocional já que a raiva reprimida, a irritação, a angústia podem ficar sem ter saída e serem demonstradas através de dores de cabeça, nas costas, dores de barriga, gastrite, etc. Muitas pessoas associam a causa do estresse ligada diretamente ao trabalho, sentindo-se muito exigidas, sem conseguir dar conta de tudo, podem esquecer que também há os seus motivos e que seu adoecimento é por ter dificuldades em lidar com determinadas situações, um exemplo é ser muito explosivo quando algo não dá certo, seja na vida pessoal ou profissional.

A questão não são as situações do nosso cotidiano, o chefe que chama atenção, a cobrança do trabalho, o trânsito lento, o filho que não obedece aos pais, a falta de tempo, entre outras, o que está em jogo é a forma como identificamos e percebemos estas situações, além da forma de reagir, se terá uma atitude mais explosiva ou mais tranqüila. Conseguir pensar e resolver as situações com tranqüilidade, identificando a causa do que nos deixa estressado e aprendendo a lidar com ela é o ideal, caso haja dificuldade em perceber e identificar o motivo de constante irritação e sensação de exaustão seu nível de estresse pode estar num estágio avançado, havendo a necessidade de uma avaliação médica e psicológica.

A entrevista raizada no vídeo abaixo, do programa "Sem Censura" na TVBrasil, fala do estresse. A psicanalista Ana Maria Rossi explica seus tratamentos. Além do trabalho clínico, Ana Maria escreveu diversos estudos na área de gerenciamento do estresse, 'stress organizacional' e relaxamento. O endocrinologista Aílson Soares Gomes comenta a relação estresse e obesidade. No geral, mulheres apresentam ganho de peso em situações relativas à vida, enquanto os homens, a dinheiro e a trabalho.



Nenhum comentário:

Cadastre seu e-mail e receba nossas atualizações

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner